fbpx

Bem vindo ao site INBRASUL EMPREENDIMENTOS

Financiamento habitacional: corte de juros da Caixa é mais vantajoso para imóveis de alto padrão

05/09/2019

Com mudança, banco pretende ganhar espaço no financiamento para a classe média.

BRASÍLIA E RIO – As mudanças anunciadas pela Caixa Econômica Federal no financiamento habitacional para a classe média vão beneficiar bastante quem está procurando imóveis de maior valor. Com as taxas de juros sendo reduzidas em até 1,25 ponto percentual, simulações mostram que, para um imóvel no valor de R$ 2 milhões, a diferença pode chegar a R$ 421 mil.

A taxa mais em conta, voltada para clientes do banco, recuou de 8,75% para 8,5% ao ano + Taxa Referencial (TR). Já a mais alta, para não correntistas, caiu de 11% para 9,75% ao ano. Os percentuais começam a valer para novos financiamentos em todas as modalidades — imóveis novos, usados, aquisição de terreno, construção e reformas.

O corte nos juros abrange contratos enquadrados no Sistema Financeiro da Habitação (SFH), com uso de recursos do FGTS e da poupança, para imóveis avaliados em até R$ 1,5 milhão, e no Sistema Financeiro Imobiliário (SFI), que envolve bens acima deste valor e com taxas de mercado. Com a medida, a Caixa iguala as condições do crédito imobiliário, independentemente do valor do imóvel.

As simulações foram feitas pelo coordenador do MBA em Finanças do Ibmec-RJ, Filipe Pires, a pedido do GLOBO. Para um imóvel adquirido pelo SFH, com financiamento de R$ 1 milhão em um prazo de 35 anos, o total pago com a taxa de juros a 8,5% ao ano será de R$ 2.431.400. São R$ 42.100 a menos do que com a taxa anterior (de 8,75%), ou o equivalente a cerca de sete prestações.

Para imóveis com valor acima de R$ 1,5 milhão, a diferença é ainda maior. Em um financiamento de R$ 2 milhões pelo SFI, a redução da taxa de juros de 9,75% para 8,5% ao ano resulta em um total de R$ 4.862.800: uma diferença de R$ 421 mil.

A retomada na construção está acontecendo no segmento popular e no alto padrão. A classe média, que compra imóvel pelo SFH, depende de renda do trabalho, segurança no emprego e visão de estabilidade de longo prazo para decidir comprar. Qualquer impulso para essa camada ajuda. Como a Caixa tem papel relevante no setor, deve estimular mais concorrência entre os bancos.

Nesse cenário, vale ressaltar que a Inbrasul Empreendimentos está disponível para trabalhar não só com financiamento bancário – o financiamento direto com a construtora segue sendo a melhor opção para quem busca adquirir imóveis de alto padrão. A atualização mensal sem qualquer incidência de juros e correção exclusiva pelo CUB/SC pavimentam um caminho ainda mais fácil para investir.

Comentários